Buscando enfrentamento da crise, prefeito Elmo Vaz participa de mobilização em Brasília

Milhares de prefeitos do país estiveram na última quarta-feira (22), na capital federal, em uma grande mobilização para pressionar o Governo Federal para conceder, por meio de Medida Provisória, o Apoio Financeiro aos Municípios (AFM), de forma emergencial, no valor de R$ 4 bilhões.
 

A expectativa de conquista entre os prefeitos é grande. No último dia 26 de outubro uma marcha no Centro Administrativo da Bahia (CAB) reuniu mais 350 gestores baianos para denunciar o descaso com os municípios. Presente na mobilização em Brasília, o prefeito Elmo Vaz, acredita que a iniciativa é uma saída para fechar as contas no final do exercício deste ano fiscal, em que a queda das receitas prejudicou o cumprimento de índices constitucionais, exigidos por lei. “Esse foi o maior movimento que o Brasil fez nos últimos tempos pela causa municipalista. Mais de 50% dos prefeitos do Brasil estão aqui hoje”, disse o gestor. “A Bahia veio em peso, buscando recursos e ajuda do Governo Federal nesse momento de crise para fecharmos o exercício e seguirmos adiante”.


Para Elmo Vaz, a carga tributária e as obrigações previdenciárias hoje são as principais dificuldades. “Irecê vai fechar o ano de 2017 com cerca de 20 milhões de INSS. Além disso, vivemos uma crise econômica que afeta a geração de emprego e aumenta a inflação. A nossa luta é tentar buscar o equilíbrio”.


O prefeito avalia a mobilização como proveitosa. “Saímos daqui esperançosos. Estamos mostrando que a força do povo está no município. Os prefeitos unidos têm uma força enorme, temos a capacidade de cobrar e exigir socorro nesse momento de dificuldades”, finalizou.

Governo - 23 de novembro - 2017 às 12h03
netools comunicação digital
Prefeitura Municipal de Irecê - Praça Teotônio Marques Dourado Filho, 01 Centro - Irecê-Ba - 2017